Bicicletas compartilhadas são aliadas para zerar emissões de CO2

O aumento no uso da bicicleta nas cidades durante a pandemia já trouxe inúmeros benefícios para a população e governos locais. Mas já há quem defenda que os impactos positivos de mais ciclistas nas ruas podem ser ainda maiores.

De olho nas mudanças climáticas, a indústria europeia de bicicletas lançou uma campanha para expandir o uso das bicicletas compartilhadas por toda a Europa. O esforço une operadores, fornecedores de sistemas e empresas prestadoras de serviço.

A mensagem é clara, toda cidade precisa ter um sistema de bicicletas compartilhadas. Para atingir esse objetivo a associação de empresas de bicicleta da Europa (Cycling Industries Europe – CIE) lançou um grande esforço de comunicação. O objetivo é falar do potencial das compartilhadas para que a Europa possa atingir suas metas de redução de emissão de gases de efeito estufa.

Os argumentos já são conhecidos por quem pedala. Passam pela redução das viagens de carro até os benefícios econômicos que mais pessoas em bicicleta geram para as cidades. O número divulgado é que a economia das cidades ganha 3 euros (R$ 18) para cada viagem em bicicleta.

Apesar de capitaneada pela indústria europeia, o argumento de que toda cidade precisa ter um sistema de bicicletas públicas é válido para o mundo todo.

Assista ao vídeo da campanha para que todas as cidades tenham um sistema de bicicletas compartilhadas:

Leia mais sobre o esforço de promover a expansão dos sistemas de bicicletas compartilhadas: https://bit.ly/CIEbikeShare

Essa notícia você lê primeiro na Bicicleta News, um resumo exclusivo com as principais notícias do mundo da bicicleta direto no seu celular. Para assinar, basta mandar uma mensagem para a Aliança Bike no +55 (11) 97114-0140

Link para mandar mensagem direto: http://bit.ly/Receba-Bicicleta-News

Parceria Revista Bicicleta / Aliança Bike