Tour de France: Tadej Pogacar é campeão pela segunda vez

  • 23 equipes
  • 184 ciclistas iniciaram a corrida / 141 ciclistas finalizaram
  • A velocidade média do torneio foi de 41,165 km/h
© ASO

Foi uma edição um pouco mais normal que a do ano passado. Se é que dá pra dizer assim. Ainda com os protocolos de segurança impostos pelo covid-19, a 108ª edição do Tour de France pode ser realizada em sua data costumeira, dessa vez. Com a vacinação em andamento, tudo aconteceu de forma um pouco mais tranquila. Só uma coisa não mudou nas duas últimas edições da famosa volta: o vencedor. O esloveno Tadej Pogacar, de 22 anos, consagrou-se campeão. Agora é bicampeão do Tour. Ele é o atleta mais jovem a conquistar o torneio por dois anos seguidos.

© ASO

O Tour de France é a mais importante das denominadas Grandes Voltas da temporada e faz parte do circuito UCI WorldTour de 2021. O percurso contou com 21 etapas, e a distância total foi de 3.414 quilômetros.

© ASO

Pogacar venceu o Tour em 82 horas, 56 minutos e 36 segundos.


Inicialmente, o Tour sairia de Copenhague, Dinamarca. No entanto, no final de julho de 2020, os organizadores começaram a pensar em modificar o local por causa da Eurocopa 2020. O torneio de futebol, que foi adiado para 2021, seria realizado paralelamente ao Tour e teria quatro partidas realizadas em Copenhague. Assim, em agosto de 2020, o local de partida mudou para Brest, uma cidade na região da Bretanha.

Com a vitória de Pogacar, a Eslovênia alcançou dois países importantes do ciclismo, Holanda e Suíça, em número de vitórias finais no Tour de France.

Pogacar se tornou o mais novo atleta da história a conquistar uma das mais importantes provas do mundo por duas vezes.

Mark Cavendish foi o melhor na classificação por pontos, com 337. A melhor equipe foi a Bahrain Victorious.


© ASO

O Tour começou, lá em 26 de junho, com o holandês Mathieu van der Poel decidido a ganhar a camisa amarela de líder. O sonho do ciclista tem a ver com seu avô. O francês Raymond Poulidor disputou o Tour catorze vezes na carreira e terminou no pódio oito vezes. Mas nunca venceu, tampouco terminou uma etapa em primeiro lugar, ou seja, nunca conquistou a cobiçada camisa amarela. O próprio Poulidor, que faleceu em 2019, disse certa vez que talvez ser o ‘eterno segundo lugar’ tenha feito ele mais famoso do que deveria.

© ASO

A tarefa de van der Poel era mudar essa história na família. Mas não em um Tour em ano olímpico. Ele começou bem e na segunda etapa do Tour já era líder geral. E assim permaneceu até a oitava etapa, quando Pogacar tomou o seu lugar e não largou mais. Van der Poel deixou a competição na oitava etapa. Segundo ele, já era uma decisão tomada desde antes do Tour começar. Nesse ano, o holandês quer focar no ouro olímpico no MTB Cross Country. Os protocolos sanitários não o deixariam chegar mais tarde em Tóquio.

© ASO

Pogacar, de 22 anos, pegou a liderança no dia 3 de julho, e aos poucos o pódio foi se tornando dele. Nascido em Komenda, em 21 de setembro de 1998, entrou para a UAE Team Emirates no final de 2018. Subiu no pódio da Volta da Espanha em 2019. Depois, decidiu encarar o Tour 2020 pela primeira vez, e venceu. Foi o primeiro piloto a vencer o Tour de France em sua primeira tentativa desde Laurent Fignon em 1983.

© ASO

Ele terminou a competição com mais de cinco minutos na frente do dinamarquês Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma). Venceu três sprints, 33 etapas e subiu em 66 pódios.

Em entrevista, Pogacar disse: “Estar aqui na Champs Elysees novamente em amarelo com minha equipe é uma loucura. Gostamos da etapa de hoje, conversando com os companheiros. Depois chegamos aos paralelepípedos e começamos a correr muito, como sempre. Não posso expressar o quanto estou feliz, com todas as pessoas ao meu redor … é outro nível. Não estou nem um pouco preocupado com quais serão meus próximos desafios.”

© ASO

A última etapa

O Tour terminou no último domingo (18). 141 pilotos largaram na última etapa, percorrendo 108,4 quilômetros entre Chatou e Paris. A 21ª etapa foi vencida pelo belga Wout van Aert (Jumbo-Visma), 26, em um sprint intenso. O belga se impôs no sprint final e superou Mark Cavendish, que ficou em terceiro.

© ASO

O desempenho de van Aert foi excepcional, e ele conseguiu sua terceira vitória desde o início da prova, e a segunda em dois dias. O belga completou os 108.4 km do último percurso com o tempo de 2:09:37, fazendo dobradinha com o compatriota Jasper Philipsen.

© ASO

Na classificação geral, o Tour terminou com Pogacar em primeiro, Vingegaard em segundo e o equatoriano Richard Carapaz em terceiro. É a primeira vez que Vingegaard e Carapaz sobem ao pódio de um Tour de France.

Pogacar também acumulou as camisas de bolinhas (de líder da montanha) e branca (de mais jovem), assim como fez no ano passado.

© ASO

Mark Cavendish vai ter que esperar mais um ano pra bater seu recorde de vitórias em etapas. O britânico da Deceuninck tentou ultrapassar a marca de Eddy Merckx vencendo 35 etapas em corridas. Mas van Aert não deixou. Como prêmio de consolação, Cavendish ficou com a camisa verde de classificação por pontos.

A diferença entre o líder e o vice-líder dessa edição é a maior desde 2014, quando o italiano Vincenzo Nibali venceu com mais de sete minutos de vantagem. A diferença de Pogacar e Vingegaard esse ano foi de 5m20s.

Pódio latino-americano: o equatoriano Richard Carapaz, de 28 anos, fez história nesse Tour. O ciclista se transformou no 20º ciclista da história a somar ao menos um pódio nas três grandes voltas por etapas. Carapaz venceu o Giro em 2019, o primeiro de um equatoriano, e ficou em segundo lugar na Volta da Espanha em 2020, atrás de Pogacar.

© ASO

Classificação Final Tour de France 2021

  1. Tadej Pogacar (EAU Emirates Team) 82h56’36’’
  2. Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) 83h01’56’’
  3. Richard Carapaz (Ineos Grenadiers) 83h03’39’’
  4. Ben O’Connor (AG2R Citröen Team) 83h06’38’’
  5. Wilco Kelderman (Bora-Hansgrohe) 83h06’49’’
  6. Enric Mais (Movistar) 83h08’19’’
  7. Alexey Lutsenko (Astana-Premier Tech) 83h08’59’’
  8. Guillaume Martin (Cofidis) 83h12’09’’
  9. Peio Bilbao (Bahrain Victorious) 83h12’40’’
  10. Rigoberto Uran (EF Education-Nippo) 83h15’10’’
© ASO
© ASO
© ASO
© ASO
© ASO
© ASO
© ASO
© ASO