Tomar a decisão de fazer um seguro para sua bicicleta é um grande passo. Você está decidindo proteger um bem que te dá prazer, mobilidade e ajuda a manter sua saúde.

O problema é que sabemos por experiência própria que a grande maioria dos ciclistas ainda desconhece o mercado de seguros para bicicletas, e é difícil dar um passo tão grande para sua proteção quando não se tem noção de onde está pisando.

Pensando nisto, a Velo, especialista em seguro para bicicletas, preparou um guia completo para esclarecer tudo sobre como escolher a proteção certa para seu perfil de ciclista.

Neste Guia completo do Seguro de Bike você vai descobrir:

  • Como funciona um seguro de bicicleta, da contratação ao sinistro;
  • Quais as coberturas existentes no mercado nacional de seguros de bike e como elas funcionam;
  • Quais situações nenhum seguro cobre;
  • Quais as seguradoras que oferecem seguro para bikes e quais suas particularidades.
© Specialized

Então vamos começar explicando como funciona a contratação e sinistro em um sinistro de bicicleta.

Como funciona um seguro de bicicleta?

Este capítulo é para os ciclistas que não tem nenhuma familiaridade com seguros para bicicleta, assim como com qualquer tipo de seguro.

Digo isso pois o seguro de bike é muito similar à um seguro veicular, por exemplo. As coberturas e métodos de contratação variam, mas de forma geral os termos e etapas são iguais.

Portanto, se você já conhece um pouco sobre o funcionamento de um seguro, pule para o próximo capítulo, onde falaremos sobre as coberturas disponíveis para um seguro de bike.

Um seguro para bicicleta envolve 3 etapas distintas, que variam de acordo com cada seguradora, mas que cumprem papel semelhante no funcionamento da proteção. 

São elas a Verificação, onde a seguradora garante que você realmente é o dono da bike, a Contratação, onde é firmado o acordo entre a seguradora e o segurado, e o processo de Sinistro, onde o segurado realmente aciona a seguradora para fazer valer as proteções que contratou.

Estes processos acontecem de maneira bem distinta em cada seguradora, e variam inclusive na ordem em que acontecem.

Vamos explicar como é cada etapa e no fim do texto descrever como cada processo acontece nas diferentes seguradoras que oferecem seguros de bikes.

© Specialized

Verificação

A Verificação é o momento em que a seguradora pede uma comprovação que a bike que você deseja segurar realmente te pertence.

Isso impede que uma pessoa que conseguiu uma bicicleta de forma ilegal consiga contratar uma proteção para aquela bike.

Esta etapa acontece de forma bem distinta em cada seguradora, inclusive variando de momento.

Explicamos com mais detalhes o processo de cada seguradora no fim do texto, mas fica aqui um exemplo: 

Na seguradora Berkley o ciclista precisa apresentar a nota fiscal original de compra da bicicleta no momento da contratação. 

Já no processo de contratação da seguradora Argo, o ciclista precisa enviar apenas fotos da bike. Entretanto, quando acontece um sinistro o ciclista precisa enviar uma comprovação de posse, que pode ser por meio de nota fiscal ou um comprovante de transferência bancária relativa a compra da bicicleta.

© Specialized

Contratação

O processo de contratação de um seguro para bikes é quando ciclista e seguradora firmam um acordo para proteger a bicicleta. Novamente é um processo que varia de seguradora para seguradora, mas existem fatores em comum.   

A contratação é feita após a seguradora pegar seus dados pessoais, e ter alguma comprovação que você realmente tem a bike, através do processo de Verificação.

Importante mencionar que cada seguradora aceita condições diferentes de pagamento. Descrevemos as opções oferecidas por cada uma no capítulo final deste guia.

Uma vez contratado, o seguro tem validade de um ano. Entretanto é preciso entender que a contratação do seguro garante a proteção do valor de bicicleta contratado.

​Funciona assim:

Vamos supor que você contrata um seguro para sua bike de R$ 5.000. Esse seguro te protege contra assalto, furto qualificado e danos acidentais na bike enquanto pedala (explicamos cada uma das coberturas no próximo capítulo).

Então, no meio do seu ano de contrato você quebra o quadro de sua bike, causando um prejuízo de R$ 2.500, metade do valor total protegido.

A seguradora paga o valor do prejuízo, e você continua segurado. Entretanto, agora o valor da sua proteção até o fim do ano de contrato é de R$ 2.500, a metade restante do que já foi indenizado. Se você for assaltado agora, receberá apenas esse valor restante.

É possível realizar um endosso, processo em que você completa o valor do seguro para retornar a proteção completa, e proteger novamente o valor total de sua bike. 

Se pensarmos na mesma situação, só que ao invés de sofrer um dano na bike você seja assaltado direto, a seguradora pagará o valor total (menos a franquia) e você não estará mais protegido, visto que usou todo o valor de proteção contratado.

© Specialized

Sinistro

O processo de sinistro é a razão pela qual um seguro para bicicleta é contratado. Sinistro é o evento que sua apólice de seguro te dá cobertura. Ter sua bicicleta assaltada é um exemplo de sinistro.

Quando o sinistro acontece, é responsabilidade do ciclista avisar a seguradora (ou corretora caso contrate uma corretora especializada), que abre então o processo para avaliar e ressarcir o ciclista. 

Por garantir mais comodidade ao ciclista, indicamos sempre contratar um seguro por meio de uma corretora especializada e experiente em seguros de bike.

Isso irá garantir que você tem profissionais treinados e prontos para te ajudar a tornar a experiência do sinistro o mais tranquila possível.

O procedimento de sinistro varia de acordo com a seguradora e tipo de sinistro, mas no geral é um processo onde a seguradora tenta recolher o máximo de informações sobre como o sinistro aconteceu, para determinar o pagamento ou não da indenização ao ciclista.

Confirmado que o sinistro se encaixa em uma cobertura contratada pelo ciclista, a seguradora paga o valor da bike ao cliente, descontando o valor da franquia. 

© Specialized

Mas o que é a franquia?

Franquia é o valor para acionar a seguradora. Seu valor varia de acordo com o valor a ser indenizado e de seguradora para seguradora.

Ao final deste guia detalharemos os valores de franquias em todas as seguradoras.

Recomendamos conversar com seu corretor de seguros para entender exatamente o que fazer no caso de um sinistro, mas deixamos também algumas recomendações:

  • Assim que puder, entre em contato com sua corretora de seguros especializada: A função da corretora é ser a ponte entre você e a seguradora, e garantir que tudo corra da maneira mais tranquila possível. Por isso, não deixe de entrar em contato com sua corretora. Eles poderão te guiar e dar instruções para garantir que você seja ressarcido. 
  • Registrar o máximo possível: Se estiver com seu celular, tire fotos do local onde aconteceu, da bicicleta (se for um sinistro de danos na bike). Guarde a corrente que prendia a bike (em caso de furto). Anote exatamente como aconteceu para guardar todos os detalhes possíveis. 
  • Procure testemunhas: Peça a qualquer um que estiver pedalando com você para se colocar à disposição para dar testemunhos a seguradora. Estava pedalando sozinho? Peça ajuda às primeiras pessoas que encontrar (seja na trilha ou na cidade).

Vamos explicar melhor como funciona o processo de sinistro em cada seguradora no final do guia, mas antes é importante explicar quais as possíveis coberturas de um seguro para bicicleta:

© Specialized

Quais as coberturas possíveis de um seguro de bike?

Já existem diferentes opções de seguros que atendem desde às necessidades mais básicas, como furto e roubo, até produtos com coberturas mais amplas que visam oferecer uma proteção mais completa. 

O ideal é que você tenha noção de quais proteções realmente importam para você, baseado no local onde costuma pedalar, tipo de uso da bicicleta e seu perfil de forma geral.

Aqui estão as coberturas que os produtos disponíveis no Brasil oferecem hoje:

  1. Assalto (o mesmo que roubo)

Assalto é geralmente a preocupação número um de todos que fazem um seguro para bikes. Ainda assim é um termo que pode gerar confusão, sendo frequentemente confundido com o furto.

Explicamos com detalhes a diferença entre assalto e furto neste artigo, mas vamos destacá-la aqui também.

Assalto é quando você é abordado pelo bandido, que com o uso de força ou ameaça leva sua bicicleta embora. 

O vídeo acima é um exemplo de assalto (ou roubo) de bicicleta.

Pedalar na cidade, na estrada ou em uma trilha tem ficado cada vez mais perigoso e ser ameaçado e forçado a entregar sua bicicleta é, sem dúvida, o maior pesadelo de todo ciclista. 

Quanto maior a percepção de um ciclista de que está ameaçado e que pode ficar sem sua bike, maiores serão as chances de buscar um seguro. 

Assim, ao ser abordado, você pode simplesmente entregar a bike, garantindo sua segurança e com a certeza de que irá ser reembolsado.

roubo de bike - coberturas de um seguro de bicicleta

Uma preocupação de quem busca um seguro contra assaltos é garantir que a seguradora vai realmente aceitar que o roubo aconteceu, e que o cliente deve ser ressarcido. 

Quanto a isso podemos garantir: em toda nossa trajetória na Velo nunca tivemos uma situação de um assalto negada por nenhuma seguradora.

Ok, assalto de bicicleta explicado. Mas e quanto ao furto? Qual sua diferença do assalto?​​​

  • Furto qualificado

Perceba que logo no título já utilizo a expressão “furto qualificado”, e não somente furto. 

Isso por que existem dois tipos furto, o furto simples e o furto qualificado. Vou explicar sua diferença, e por que o furto simples não é coberto por nenhum seguro de bicicleta, mas antes é preciso entender a diferença do furto para o assalto.

No assalto, como vimos, você está com a bike e é abordado pelo bandido, que leva a bike.

O furto qualificado é quando você não está com a bike, ela está guardada e alguém arromba a porta, ou cadeado, e a leva sem que você perceba.

Portanto no roubo, a bike estava com você na hora do assalto. 

No furto (simples ou qualificado), a bike não estava na sua posse quando levaram ela embora.

seguro de bicicleta protege contra furto

O furto é coberto por seguradoras desde que seja um furto qualificado, e não um furto simples. E isso é um ponto que requer atenção especial:

Diferença entre furto qualificado e simples

​Para quem irá contratar um seguro de bike, é muito importante compreender como as seguradoras diferenciam furto simples e qualificado. Afinal, nenhum seguro irá cobrir o furto simples.

Leia aqui nosso artigo completo explicando em detalhes a diferença o furto simples e o furto qualificado.

Na prática, a diferença entre estes tipos de furto é o fato do bandido ter ou não que romper um obstáculo para levar a bicicleta.

furto de bicicleta - cobertura de um seguro de bike

Este obstáculo pode ser um cadeado que amarrava a bike, um portão que precisou ser arrombado ou uma parede que precisou ser escalada. 

Mesmo que você tenha uma câmera mostrando o furto, se não ficar constatado que a bike estava presa a cadeado ou foi necessário arrombar uma porta ou portão que impedia o acesso, você terá sérias dificuldades para receber da seguradora.

Por isto, se você guarda sua bike fora de casa e não a prende com um cadeado, de nada adiantará ter o seguro.

Exemplos:

  • Você deixa sua bicicleta na frente de seu serviço, presa por uma corrente a um objetivo fixo. A corrente é quebrada e a bike levada. Isso é um furto qualificado, e você está coberto pela seguradora
  • Você para em uma lanchonete no meio do pedal, e deixa a bike encostada do lado de fora por 2 minutos (sem correntes ou cadeados) enquanto entra para pegar um lanche. Sua bike é levada. Isso é um furto simples, e você não está coberto.
  • Sua bike é levada de sua garagem, mas a porta da garagem estava aberta. Isso será considerado pela seguradora um furto simples, pois não havia barreira ou obstáculo interposto ao bandido.
  • A porta da sua casa é arrombada e sua bike é furtada. Isso é um furto qualificado, e você estará coberto.
cpberturas de um seguro para bike

Se a bicicleta acima fosse furtada, seria um furto simples, afinal mesmo que a corrente esteja presente, ela não prende a bicicleta em um ponto fixo, e não seria considerada um obstáculo para o bandido.

O furto simples não é coberto por nenhum seguro de bike, pois a rigor não existe sequer prova de que sua bicicleta estava protegida quando o ladrão a levou.

Nós sempre salientamos essa diferença para que os segurados estejam preparados e tenham mais cuidado com sua bicicleta. Afinal, mesmo que você tenha um seguro não quer dizer que quer perder sua bike.

Portanto sempre:

Garanta que sua bicicleta está presa corretamente. Mesmo com um seguro de bike você quer chegar e encontrar sua magrela onde a deixou.

Existem opções de seguro que cobrirão apenas se o furto for no local segurado, por exemplo na sua residência. Portanto, se você utilizar sua bike para deslocar-se para o trabalho ou mesmo levar em suas viagens, prefira uma opção que cubra furto fora da residência.

Um corretor especializado poderá apresentar as melhores opções​ para você.

Outro ponto relevante é que para os seguros residenciais, a “unidade habitacional” segurada é seu apartamento, não o seu condomínio. Portanto, guardar a bike na garagem não resolve nada para um seguro residencial com cobertura para bicicletas.

Agora que você já entende a diferença entre furto e assalto, assim como furto qualificado e simples, vamos continuar explorando as possíveis coberturas de um seguro de bicicleta.

  • Danos acidentais

O seguro de danos acidentais cobre os custos de reparo ou reposição de peças da bike em caso de acidente ou dano durante o transporte, assim como em caso de acidente enquanto pedala.

Suponhamos que você esteja pedalando e sofra um acidente que quebra o quadro da sua bike.

A seguradora assumirá o valor de reposição do quadro, de acordo com o valor de uma franquia previamente combinada, assim como ocorre nos seguros de carro. 

Você pode até cair mais tranquilo, sabendo que se a bike quebrar você pode acionar na seguradora.

O mesmo é válido se você estiver transportando a bike no carro, e envolver-se em um acidente, danificando a bike.

Neste exemplo acima, se você também danificar o carro, ou machucar alguém que está envolvido no acidente, a cobertura de Danos a Terceiros ou Responsabilidade Civil (que vamos explicar no próximo tópico), poderá ser uma salvação, conforme mostraremos a seguir.

Atenção: caso sua bike seja usada, há seguradoras que aplicarão além da dedução do valor da franquia, uma taxa de depreciação. Para conhecer quais as seguradoras que aplicam e quais não aplicam esta depreciação, fale com um corretor especialista.

  • Responsabilidade civil ou danos a terceiros

Como mostrado no exemplo acima, esta proteção não é levada muito a sério pela maioria dos ciclistas, mas pode fazer toda a diferença quando outra pessoa estiver envolvida. 

A cobertura de Responsabilidade Civil cobrirá os danos ou prejuízos, materiais, corporais ou morais causados a terceiros.

Por exemplo, quando você dirige seu carro e causa um acidente, a cobertura que arca com os custos do reparo do outro veículo, é a cobertura de Responsabilidade Civil. O mesmo se causar um atropelamento.

Vê como ela pode ser importante?

Imagine que você esteja pedalando em uma trilha e causa um acidente que danifica a bike de outra pessoa, ou pior, machuque pra valer alguém e precise indenizar esta pessoa.  

A seguradora poderá arcar com parte do prejuízo, desde que não ultrapasse o valor da bike, maioria das opções.

Geralmente esta cobertura é paga através de reembolso e pode ser necessário que a outra pessoa faça uma reclamação formal para que a seguradora a  indenize.

  • Viagens internacionais

Esta é uma cobertura especial para quem viaja para fora do país e quer levar a magrela.

Em caso de viagem, seja para competições amadoras ou simplesmente para uma experiência de cicloturismo, não apenas o furto qualificado e roubo estarão amparados, mas também danos acidentais e as demais coberturas do seu seguro.

Fique ligado se o seu seguro de bicicleta te oferece as coberturas acima, afinal, quanto mais proteção melhor, não é mesmo?

E lembre-se: que em caso de dúvida, fale com a Velo!

Atenção: existem apólices de seguro que terão como cláusula excludente de proteção os eventos que ocorrerem durante competições.

  • Acidentes pessoais

A cobertura de acidentes pessoais irá proteger seu bem mais valioso, você mesmo.

Esta cobertura irá ajudar você ou à sua família em caso de morte acidental ou invalidez permanente enquanto estiver pedalando com a sua bike. 

Nós sabemos que pedalamos com toda a atenção para evitarmos envolvimento em algum acidente, mas imprevistos podem acontecer e geralmente essas coberturas possuem um custo irrisório.

No caso acima, o braço quebrado entra na cobertura de acidentes pessoais, e o quadro da bike quebrado entra nos danos acidentais.

Por ser uma cobertura mais específica, não está presente em todas as opções de seguro. Mas para aqueles que passam muito tempo em cima da bike ou fazem um uso mais intenso da magrela, vale a pena consultar para estar protegido!

  • Bike Bagagem

Assim como a cobertura de Viagens internacionais, a cobertura de bike bagagem é ideal para quem transporta a sua bicicleta por empresas de transporte, seja aéreo ou terrestre.

Esta cobertura irá cobrir a perda por extravio da bike sendo transportada por uma companhia de transporte aéreo ou terrestre, ou mesmo por transportadoras especializadas.

Para poder reclamar a indenização você deverá comprovar a sua viagem com o ticket de embarque e fazer imediatamente uma ocorrência junto à companhia ainda no momento do desembarque.

Quer entender quanto fica para contratar um seguro com as coberturas específicas que você deseja?

Faça agora mesmo uma simulação gratuita e converse com um especialista!

Mas e quanto as situações que seguradora nenhuma te protege? São as seguintes:

Quais situações nenhum seguro para bicicleta cobre?

Tão importante quanto entender quais as coberturas disponíveis é entender quais situações nenhuma seguradora irá cobrir. 

Temos um artigo que mostra exatamente o que um seguro de bicicleta não cobre, caso tenha interesse. Mas vamos lá:

  1. Furto simples

Como explicamos no capítulo acima, o furto simples não é coberto por nenhuma seguradora.

Se você pulou essa parte do texto, recomendo subir novamente e ler a diferença entre furto simples e furto qualificado, antes que algo do tipo aconteça com você!

Lembrando: prender sua como na imagem acima é pedir para que ela seja vítima de um furto simples!

Por isso, não deixe de se informar cobre como prender sua bicicleta da maneira correta.

  • Deterioração gradual e manutenção deficiente

O seguro para bicicletas busca proteger a bike assumindo que o ciclista também a protege. É função do ciclista garantir que a manutenção da bicicleta esteja sendo feita com a frequência e qualidade ideal.

Manter a bike rodando ‘saudável’ e ficar atento a danos de deterioração gradual te colocam em situação de vantagem, garantindo que você está sempre coberto pela sua seguradora.

  • Bike sobre guarda de terceiros

É muito importante estar atento a com quem você deixa sua bike, pois as seguradoras não vão garantir proteção se ela estiver sendo usada por terceiros que não forem citados no contrato.

Converse com sua corretora para entender como isso funciona na sua seguradora.

  • Danos preexistentes

A seguradora não vai cobrir danos em sua bike se estes já existirem antes da contratação. Se seu quadro está trincado e você contrata e aciona um seguro de bike para receber outro, certamente terá seu sinistro negado.

É preciso que você faça uma avaliação da sua bicicleta antes de contratar um seguro, e garanta que ela em ordem antes de protegê-la.

  • Comportamento negligente do segurado

Não é porque você tem um seguro para bike que vai jogá-la de um precipício. A seguradora não cobre situações em que fica provado que o ciclista foi negligente em proteger sua bicicleta.

  • Furto qualificado ou dano dentro do veículo transportador

A cobertura de furto ou dano na bike enquanto está no veículo transportador só é válida durante o transporte. Se sua bike está dentro do carro estacionado, e você não está presente, a cobertura não é válida!

Mas quais são as seguradoras que oferecem seguros para bikes atualmente?

Quais seguradoras oferecem seguro para bike?

Existem hoje 4 seguradoras que oferecem produtos de proteção para os ciclistas no Brasil, cada uma com condições e coberturas próprias.

São elas:

Argo 

A Argo seguros oferece uma das opções mais completas de seguro de bicicleta, cobrindo os seguintes itens:

  1. Assalto
  2. Furto qualificado (tanto em sua residência quanto fora dela)
  3. Danos acidentais (tanto durante transporte quanto enquanto pedala)
  4. Responsabilidade Civil

Esta seguradora aceita bicicletas que estejam na faixa entre R$ 1.500 e R$ 75.000, e o pagamento pode ser feito em até 12 vezes sem juros no cartão de crédito ou até 5 vezes sem juros no boleto.

No momento da contratação, a Argo pede que o ciclista envie fotos de partes específicas da bike, contendo em algum lugar da foto um código único gerado especificamente para aquele ciclista. Este é um dos processos de verificação que essa seguradora usa para garantir que o ciclista realmente está em posse da bicicleta.

Uma vez que o ciclista contrate um seguro de bike da Argo e sofra um sinistro, a seguradora pede o envio da nota fiscal ou comprovação de compra antes de ressarcir o cliente.

A franquia cobrada na Argo é de 10% do valor do prejuízo, com mínimas respeitando os valores abaixo:

  • Prejuízos até R$ 5.000 – R$ 500 (franquia mínima)
  • Prejuízos de R$ 5.001 até R$ 8.000 – R$ 800
  • Prejuízos de R$ 8.001 até R$ 11.000 – R$ 900
  • Prejuízos de R$ 11.001 até R$ 15.000 – R$ 1.200
  • Prejuízos de R$ 15.001 até R$ 40.000 – R$ 1.500
  • Prejuízos de R$ 40.001 até R$ 75.000 – R$ 1.800

Faça aqui uma cotação na Argo seguros.

Berkley

A seguradora Berkley oferece o seguro de bicicleta cobrindo os seguintes itens:

  1. Assalto
  2. Furto qualificado (tanto em sua residência quanto durante transporte)
  3. Danos acidentais (tanto durante transporte quanto enquanto pedala)

Esta seguradora aceita bicicletas que estejam na faixa entre R$ 3.000 e R$ 75.000, e o pagamento pode ser feito em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito ou boleto, com parcelas mínimas de R$ 150,00.

No momento da contratação, a Berkley pede que o ciclista envie fotos de partes específicas da bike, contendo em algum lugar da foto um código único gerado especificamente para o ciclista. Este é um dos processos de verificação que essa seguradora usa para garantir que o ciclista realmente está em posse da bicicleta.

Além das fotos, a Berkley pede que o ciclista apresente um destes no ato da contratação: nota fiscal original em nome do ciclista, recibo de compra da loja ou recibo de compra e venda autenticado em cartório.

A franquia cobrada na Berkley é de 10% do valor do prejuízo, com mínimas respeitando os valores abaixo:

  • Prejuízos de R$ 2.700 até R$ 8.000 – R$ 1.000
  • Prejuízos de R$ 8.001 até R$ 11.000 – R$ 1.500
  • Prejuízos de R$ 11.001 ou mais – R$ 2.000

Faça aqui uma cotação na seguradora Berkley.

Porto Seguro

A seguradora Porto Seguro oferece o seguro para bicicletas mais completo do mercado, cobrindo os seguintes itens:

  1. Assalto
  2. Furto qualificado (em sua residência, fora dela e durante transporte)
  3. Danos acidentais (tanto durante transporte quanto enquanto pedala)
  4. Acidentes pessoais ciclista (até R$ 10.000,00)

Mas com a opção de acrescentar os seguintes itens:

  1. Responsabilidade Civil (até 2 vezes o valor da bike)
  2. Garantia internacional
  3. Bike bagagem
  4. Danos elétricos para bikes elétricas
  5. Assistência bike 

Esta seguradora aceita bicicletas que estejam na faixa entre R$ 3.000 e R$ 50.500, e o pagamento pode ser feito em até 4 vezes no cartão de crédito ou 6 vezes sem juros no cartão de crédito.

No momento da contratação, a Porto Seguro pede que o ciclista apresente a nota fiscal original em nome do ciclista. Caso a nota esteja no nome de terceiros é preciso recibo de compra e venda autenticado em cartório.

A franquia cobrada na Porto Seguro é de 15% do valor do prejuízo, com mínimas respeitando os valores abaixo:

  • Prejuízos de até  R$ 10.000 – R$ 1.000
  • Prejuízos acima de R$ 10.000 – R$ 2.000

Faça aqui uma cotação na Porto Seguro.

Sompo

A seguradora Sompo oferece o seguro de bicicleta mais básico, cobrindo os seguintes itens:

  1. Assalto
  2. Furto qualificado (somente em sua residência)
  3. Danos acidentais (somente durante transporte)

Esta seguradora aceita bicicletas que estejam na faixa entre R$ 1.200 e R$ 40.000, e o pagamento pode ser feito em até 6 vezes sem juros no cartão de crédito, ou 4 vezes no boleto.

No momento da contratação, a Sompo pede que o ciclista envie fotos de partes específicas da bike, contendo em algum lugar da foto um código único gerado especificamente para o ciclista. Este é um dos processos de verificação que essa seguradora usa para garantir que o ciclista realmente está em posse da bicicleta.

Além das fotos, a Sompo pede que o ciclista apresente um destes no ato da contratação: nota fiscal original em nome do ciclista, recibo de compra da loja com carimbo ou recibo de compra e venda autenticado em cartório.

A franquia cobrada na Sompo é de 10% do valor do prejuízo, com o mínimo respeitando os valores abaixo:

  • Prejuízos de até  R$ 5.000 – R$ 400
  • Prejuízos acima de R$ 5.000 – R$ 800

Faça aqui uma cotação na seguradora Sompo.

Espero que nosso Guia do Seguro de Bicicleta tenha te ajudado a entender melhor essa proteção que ganha cada vez mais espaço no mercado brasileiro!

Ficou curioso para saber quanto fica o seguro para sua bicicleta? 

FAÇA AQUI UMA COTAÇÃO GRATUITA DE SEGURO PARA SUA BICICLETA

OFERECIMENTO:

© Specialized

Fonte da matéria