fbpx
Início Saúde Andar de bike? Conheça os 3 problemas de saúde que podem ser...

Andar de bike? Conheça os 3 problemas de saúde que podem ser confundidos com a dor no nervo ciático

Andar de bike? Conheça os 3 problemas de saúde que podem ser confundidos com a dor no nervo ciático

Bernardo Sampaio é fisioterapeuta e diretor clínico do ITC vertebral

Se você é daqueles que se autodiagnostica, fique atento e lembre-se que essa prática, apesar de comum e muito popular costuma ser feita de maneira equivocada, o que prejudica o diagnóstico podendo agravar o caso.

No caso das dores, o primeiro passo é saber diferenciar o local, a intensidade e a maneira como ela começou. Hoje vamos falar especificamente da dor ciática. O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, liga a região lombar ao dedão do pé. Quando esse nervo inflama é que se dá a dor ciática, que pode atingir o lado esquerdo ou direto do corpo, na parte inferior da coluna, atrás da coxa e do quadril, panturrilha, embaixo da sola do pé até os dedos.

© EnvatoElements

Algumas dores sentidas nas nádegas e até mesmo na parte posterior da coxa podem ser confundidas com a dor ciática. Então se a dor atinge alguma dessas partes, é importante se atentar aos sintomas, pois nem tudo é dor ciática. Existem por exemplo sintomas que poder ser referidos, ou seja, o “problema” acontece em um lugar e é sentido em outro, como é o caso de algumas dores musculares que podem referir dor na região próxima do glúteo.

Importante ressaltar que o diagnóstico é feito primeiramente através de exame físico juntamente com testes clínicos. Quando há necessidade e dependendo do caso, podemos inclusive, solicitar exames complementares como, por exemplo, a ressonância magnética, por isso, é tão importante buscar ajuda especializada. 

Existem várias causas para acarretar uma dor na região do ciático e por conta dessa auto avaliação precoce dos pacientes e até de alguns profissionais, essa situação pode ser confundida com outras dores. A dor ciática ocorre por conta de uma irritação no nervo, podendo ser causado por uma compressão do disco intervertebral, a hérnia de disco, e também pela contratura do músculo piriforme. É muito comum também que estes sintomas apareçam devido à prática esportiva, mas a causa mais comum da dor ciática está relacionada a condições da coluna vertebral, tais como hérnia de disco, protrusão de disco e estenose do canal vertebral. Nesses casos, alongar os músculos posteriores da coxa podem até contribuir para o aumento da dor.

© EnvatoElements

Quer entender mais acerca dessas dores?

– Dor Referida: é quando a dor que você sente em uma parte do corpo é, na verdade, causada por uma lesão em outra parte do corpo. Pode ser um sintoma de condições graves acontecendo em seu corpo, por isso é muito importante entender como e porque isso acontece, procure um profissional.

– Instabilidade Lombar: Entende-se por instabilidade lombar aqueles pacientes com dor lombar acompanhada ou não de ciatalgia, clinicamente pode apresentar recorrência dos sintomas e também alterações de alguns padrões de movimento durante o exame físico.

– Hérnia de Disco: Alteração que ocorrem no disco intervertebral, ocorrendo com maior frequência na coluna lombar e na coluna cervical. Em alguns casos podem apresentar sintomas de compressão de nervo, que na coluna lombar podem estar associados a dores irradiadas para as pernas e na coluna cervical com dores irradiadas para os braços.

Então, não deixe de procurar ajuda especializada. E dependendo do caso, o quanto antes iniciar o tratamento, mais rápida será a recuperação.

© EnvatoElements

Sobre Bernardo Sampaio:

Fisioterapeuta pela PUC-Campinas (Crefito: 125.811-F), diretor clínico do ITC Vertebral e do Instituto Trata, unidades de Guarulhos, Bernardo Sampaio é também professor do curso de pós-graduação em fisioterapia traumato-ortopédica do Instituto Imparare e do curso de fisioterapia do Centro Universitário ENIAC (Guarulhos) e leciona como convidado nos cursos de pós-graduação na Santa Casa de São Paulo. Possui experiência em fisioterapia ortopédica, traumatologia e esporte; e especialização em fisioterapia músculo esquelética, aprimoramento em membro superior e oncologia ortopédica pela Santa Casa de São Paulo. Mestrando em ciências da saúde pela faculdade de ciências médicas da santa casa de são Paulo. Saiba mais em: www.institutotrata.com.br  e www.itcvertebral.com.br