fbpx
Início Saúde A limpeza nasal na prática de exercícios físicos e manutenção do sono

A limpeza nasal na prática de exercícios físicos e manutenção do sono

A importância da limpeza nasal para a prática de exercícios físicos e manutenção do sono

A lavagem nasal promove a depuração mucociliar, hidratando a cavidade nasal e removendo impurezas de forma segura.

Engana-se quem acredita que deve se fazer lavagem nasal somente quando o nariz se encontra obstruído. O nariz é uma porta aberta para a entrada de bactérias no organismo, afinal, é o primeiro lugar por onde o ar passa até chegar aos pulmões.

Uma das funções mais básicas do nariz é a de levar o ar em condições apropriadas para que o pulmão realize as trocas gasosas adequadamente. Assim, o nariz é uma estrutura respiratória fundamental, já que não atua somente como passagem de ar, mas aquece, umidifica, filtra e modula o fluxo aéreo.

A respiração nasal também é mais lenta e profunda quando comparada à respiração pela boca, logo, as trocas gasosas dentro dos pulmões acontecem por mais tempo permitindo uma melhor difusão dos gases.

“A fisiologia nasal é extremamente dinâmica, variando de acordo com mecanismos autônomos e em resposta a vários estímulos externos. As estruturas nasais geram uma resistência ao fluxo aéreo nasal que pode representar de 50 a 60% da resistência respiratória total”, explica a Dra. Halana Figueiras, otorrinolaringologista pela UNIFESP e especialista em Rinoplastia.

Inúmeros estudos mostraram que 80% das pessoas apresentam respiração nasal durante o exercício físico, e a mudança para a respiração pela boca acontece quando é atingido um aumento do consumo do oxigênio de cerca de 35l/min. Apesar disso, cerca de 40% da ventilação durante o exercício físico é resultante do nariz. Portanto, mesmo que a grande parte da respiração durante a atividade física seja pela boca, a respiração pelo nariz tem um papel fundamental.

Para quem sofre de rinite alérgica, por exemplo, o impacto negativo da inflamação da mucosa nasal é ainda mais responsável por diminuir o desempenho de atletas, quando comparado à uma pessoa normal. Quando associado aos efeitos danosos da obstrução nasal durante o sono, uma das principais consequências é a diminuição da qualidade e efetividade do sono, gerando um impacto maior sobre a qualidade de vida.

Para um melhor desempenho durante a atividade física e também uma boa noite de sono, a irrigação nasal, comumente conhecida como lavagem nasal, entra como aliada, tanto para atletas amadores quanto para os de alto desempenho. Pacientes que sofrem de rinite alérgica, em tratamento de rinossinusites e em pós-operatório de cirurgia nasal também podem utilizar desta prática.

A lavagem nasal age através da remoção suave de bactérias, alérgenos e do muco, que costumam ser a causa da congestão nasal e na diminuição do inchaço e inflamação, que podem ser um dos causadores da restrição do fluxo de ar. “Esse procedimento promove a depuração mucociliar, hidratando a cavidade nasal, removendo impurezas de forma segura não só para adultos, mas também para crianças e sem efeitos adversos graves. Estudos indicaram que pacientes que realizaram a lavagem nasal dependem menos de outros medicamentos e precisam fazer menos visitas aos médicos e prontos socorros”, esclarece a doutora.


Referências

Tratado de Otorrinolaringologia e Cirurgia CervicoFacial ABORL-CCF, 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.

Marconi Teixeira FonsecaI; Juliana Altavilla van Petten MachadoII; Soraya Alves PereiraII; Kelerson Moura PintoIII; Richard Louis VoegelsIV

Fresgosi RF, Lansing RW. Neural drive to nasal dilator muscles: influence of exercise intensity and oronasal flow partitioning. J Appl Physiol (1985). 1995 Oct;79(4):1330-7.

Irrigação nasal como tratamento no alívio dos sintomas nasossinusais: uma revisão de sua eficácia e aplicações clínicas. Indian J Otolaryngol Head Neck Surg. Novembro de 2019; 71 (Suplemento 3): 1718–1726.