fbpx
Início MTB Shimano patenteia um sistema de transmissão de 13 velocidades sem cassete

Shimano patenteia um sistema de transmissão de 13 velocidades sem cassete

Será que vem aí uma grande mudança para o universo da bicicleta?

Shimano patenteia um sistema de transmissão de 13 velocidades sem cassete. A marca japonesa já produz transmissões de câmbio indiscutivelmente boas. Aí fica a pergunta: por que ela se preocupou com uma caixa de câmbio?

Depois de criar mistério com seu projeto de freios ABS para bicicletas, a Shimano continua deixando seus fãs curiosos. E levando em conta a tamanha influência que a marca tem no ciclismo mundial, essa poderá ser mais uma grande mudança para o universo da bicicleta.

Na semana passada, a marca registrou a patente de uma transmissão interna de 13 velocidade; um sistema que dispensa cassete e desviador. O sistema não é novo, mas chamou a atenção da Shimano, o que pode significar boas e novas tecnologias surgindo.

A Shimano patenteou uma caixa de câmbio que pode significar a mudança mais importante desde a roda 29”. Porém, na própria patente, em nenhum momento se chama “caixa de câmbio”.

A patente inclui os gráficos e a descrição de um sistema, já muito avançado em seu desenvolvimento, baseado em uma caixa de velocidades sequencial conectada à roda traseira por meio de uma correia de transmissão.

Esta caixa de câmbio é integrada ao quadro da bicicleta, entre o tubo inferior e o seat tube, acima do pedivela. E ele não pode ser instalado nos quadros atuais das bicicletas, necessitando de um quadro próprio que permita a adoção do sistema.

Ilustração de uma mountain bike equipada com o conjunto. A patente declara que o sistema pode funcionar com qualquer tipo de bicicleta.
A caixa de engrenagens proposta seria montada em volta da área do suporte interior, semelhante ao de um Steps.
Forma geral da caixa.

A proposta é que o primeiro dos dois cassetes possa se mover horizontalmente para manter uma linha reta, reduzindo o arrasto, que é a principal desvantagem de uma caixa de velocidades.

Desenho da patente que deixa bem claro que a caixa teria 13 velocidades.

Entendendo uma caixa de câmbio

Para não complicar: em uma bicicleta, uma caixa de câmbio aloja todos os componentes de mudança dentro de uma caixa totalmente selada que é montada no quadro. 

O funcionamento de uma caixa de câmbio varia de fabricante para fabricante. No mercado atual de caixas de câmbio, a Pinion é líder indiscutível, e a marca utiliza um sistema de engrenagens retas móveis e intertravadas para fornecer seis, nove, doze ou dezoito engrenagens em uma faixa mais ampla do que uma típica transmissão do câmbio.

A Pinion é líder em caixas de câmbio.

Prós e contras da caixa de câmbio

Confiabilidade e resistência: a caixa é completamente selada, portanto não é afetada por condições externas e é protegida de choques, e é praticamente impossível que uma alteração falhe, além de reduzir muito as manutenções.

A maioria das caixas de velocidades também permite que você troque sem pedalar, o que pode ser útil em determinadas circunstâncias. 

Em mountain bikes, mover o peso não suspenso para o quadro também pode melhorar significativamente o desempenho da suspensão. 

Porém, a caixa de engrenagens é mais pesada que o sistema atual de corrente, coroas, cassetes e desviadores e também produz uma resistência “maior” na pedalada, já que todo o sistema deve ser empurrado.

O que esperar da novidade da Shimano

A marca quer evoluir explorando novas opções (isso é lógico, levando em conta que o sistema de monoplacas com cassete já atingiu seu limite com as 13 velocidades devido ao cruzamento da corrente).

Além disso, a Shimano embarca em desenvolvimentos de novos sistemas e tecnologias porque recebe a aprovação/pedido de fabricantes, já que para isso precisa de estruturas completamente novas.

Se a indústria conseguir impor esta caixa de câmbio como padrão, isso significará que novamente você precisará alterar os quadros e, portanto, tudo.

O mesmo aconteceu quando vieram as rodas 29 “e 27’5”, proporcionando à indústria encontrar um novo começo para o desenvolvimento de novos componentes e a roda continua girando.

O que você achou da nova ideia da marca? Vai reinventar ou não?