Pallazo

0
73
© Valter F. Bustos

Uno Theilacker é um amigo de longa data apaixonado por bicicletas desde pequeno. Seu pai, Alex Theilacker, ex-ciclista profissional do Clube Atlético União Palmeiras de Joinville, deu-lhe como primeira bicicleta uma speed Peugeot, aro 22, ano 1956, além de muito incentivo para iniciar sua carreira.

E foi realmente isso que fez Uno, no começo dos anos 60: iniciou sua carreira e construiu um currículo de vitórias digno de um grande atleta. No entanto, essa história de campeão deixaremos para um ocasião em um futuro próximo. Agora, cabe dizer que aos 65 anos de idade, Uno pedala diariamente na parte da manhã, antes de abrir sua bicicletaria, a Cicles Uno, no bairro Itinga, em Joinville.

Ele é o tipo de profissional que realmente “põe a mão na graxa”, pois trabalha sozinho, sem nenhum funcionário. Quando a coisa aperta, sua esposa faz o atendimento no balcão. Dessa convivência nasceu uma grande amizade e admiração mútua.

Em janeiro de 2013, já iniciada a remontagem do MuBi, fiz uma visita ao amigo e fui recebido com a atenção e o carinho de sempre, ao levar a boa notícia da volta do Museu da Bicicleta de Joinville. Durante nossa conversa, a visão periférica registrou no canto de uma vitrine da casa uma genuína “filha da Itália”, uma bicicleta Palazzo que deduzi ser dos anos 90.

Uno, escolado que só, emendou: “quer levar? Se for para você, Valter, o preço é outro, porque sei que vai para o museu”. Imaginem um sujeito no deserto, quase morrendo de sede, e alguém lhe oferece água. Não deu outra, fechamos o negócio na hora numa condição de amigo para amigo, e agora esta Palazzo faz parte de nosso acervo e está em exposição no MuBi.

O bacana é que ela faz parte da vida desse grande atleta, do qual também possuímos muitos troféus e medalhas dessa trajetória brilhante. Durante anos a fio, ela foi sua bicicleta de treinos e de disputas nas categorias master e veteranos. Uno também se dá ao prazer de longas viagens. Em 2005, ele foi até Montevidéu, no Uruguai, e pedalou um total de 1.728 km. Faz algum tempo, essa bike ficou sob os cuidados de um amigo de Uno, sob a promessa de cuidar bem da bicicleta. Ela havia retornado há pouco mais de uma semana quando lá cheguei. Devido à necessidade de capital de giro da Cicles Uno, ele colocou a Palazzo à venda. Por sorte, cheguei na hora e consegui resgatar essa clássica.

Vamos a ela: Bicicleta Palazzo, ano 1994, aro 27, quadro e garfo em alumínio, câmbios dianteiro e traseiro Campagnollo Veloce, cassete Campagnallo com nove velocidades, pedivela Campagnollo com engrenagens de 53 X 38 dentes, freios e manetes Campagnollo Veloce com alavancas de acionamento de câmbios acopladas ao conjunto, aros Alexrims para pneus 700, que oferecem uma excelente postura de pilotagem e segurança a essa bicicleta. Resumindo: simples, cujo projeto da fábrica levou em consideração a tríade: eficiência, conforto e durabilidade.