Quer iniciar no ciclismo?
Ótima decisão!
Veja aqui 15 cuidados básicos que vão te ajudar a aproveitar todas as vantagens que o ciclismo oferece e garantir uma boa experiência de bike para iniciantes!

1. Escolha uma bike para iniciantes

Comecemos, como é óbvio, pelo item principal: a bicicleta. Não é necessário investir, de cara, em uma bike de última geração. Ainda assim, tenha em mente que a escolha acertada vai depender muito do tipo de ciclismo que você pretende praticar.

Se o seu objetivo é apenas passear pelos parques e ciclovias de sua cidade, pode adquirir um modelo mais simples, que é encontrado em magazines ou em lojas especializadas – melhores opções nesse caso.

Por outro lado, caso deseje fazer trilhas ou participar de competições, será necessário dedicar atenção a características como tipo de freio, suspensão etc.

Além disso, é importante que a bike seja confortável e adequada ao seu biotipo. Mesmo uma bike para iniciantes tem diferentes tamanhos de quadro e roda, assim como a altura e regulagem de selim e guidão, e tudo isso influencia na pedalada.

Por isso, a dica é fazer o bike fit, um ajuste específico da bicicleta para o ciclista, que pode ser realizado em lojas especializadas.

© Sense Bike

2. Use roupas e equipamentos adequados

O primeiro e mais importante equipamento para começar a pedalar é um capacete adequado.

Busque um modelo com boa ventilação, fácil travamento e de material com qualidade garantida. Depois, pense em óculos que filtrem o excesso de luminosidade e protejam seus olhos contra o vento, poeira e insetos.

As luvas também são itens que devem ser considerados, em função do conforto e firmeza que proporcionam à condução, além de claro, proteger suas mãos em quedas.

Outro item recomendado são as roupas próprias para a prática do ciclismo, que trazem grandes vantagens. Uma bermuda de ciclista tem o formato, tecido e acolchoamento certos para garantir conforto e evitar assaduras. O que é essencial para percursos de altas quilometragens ou pequenas distâncias.

Detalhe importante: há bermudas específicas para homens e para mulheres. Pergunte ao vendedor e leia a etiqueta sempre!

Da mesma forma, a camiseta de ciclista tem a praticidade de bolsos estratégicos e é feita em tecido que privilegia a ventilação e melhor sensação térmica, além de ter cores que ajudam na sua sinalização e identificação na rua ou trilha.

Seja iniciante ou veterano, a segurança deve ser sempre uma prioridade.

© Sense Bike

3. Aprenda a fazer manutenção de emergência

Como o assunto aqui é bike para iniciantes, você não precisa ser um especialista em mecânica para começar a pedalar. No entanto, é recomendável que consiga realizar algumas tarefas básicas de manutenção.

Reparar e trocar um pneu, substituir a câmara de ar, consertar a corrente e efetuar ajustes no câmbio e no sistema de frenagem são algumas coisa que você deve saber fazer.

Isso não significa, é claro, que você não possa pedalar por aí caso não tenha essas habilidades. Logo, você vai se sentir mais confiante e seguro se souber executar essas pequenas ações.

Peça conselhos a amigos, assista vídeos na web ou procure um curso para aprender a se virar o suficiente numa situação de reparo. A cultura do ‘faça você mesmo’ é vigente no ciclismo!

© Sense Bike

4. Cuide da sua segurança

Atenção para outro aspecto importante no uso de bike para iniciantes: usar equipamentos e acessórios que garantam segurança reforçada durante o pedal.

Entram nessa categoria as luzes sinalizadoras — na frente e atrás da bike —, os adesivos e acessórios refletores e a campainha para alertar sobre sua presença.

Na parte de tecnologia, o uso de GPS e medidores de tempo, velocidade, distância e até frequência cardíaca fornecem informações importantes que mostram o seu desempenho e outros dados.

O mais comum é o uso de ciclocomputadores que reúnem todas essas características em um único equipamento. E, há modelos do básico ao avançado!

Uma dica essencial de segurança é realizar o registro de sua bike, de forma que ela possa ser facilmente localizada em caso de furto. Tudo isso permite que contatos de emergência sejam realizados sempre que necessário.

© Sense Bike

5. Dê atenção a alimentação e hidratação

Como em qualquer outro esporte, o cuidado com a alimentação é muito importante na prática de bike para iniciantes e veteranos. De forma geral, quem pedala deve privilegiar uma alimentação rica em carboidratos, em função do alto consumo calórico exigido pela atividade.

No entanto, evite ingerir alimentos muito pesados e de difícil digestão antes da prática, como frituras, doces e carnes. O ideal, nesse momento, é o consumo de comidas leves e com baixo teor glicêmico, como biscoito integral, frutas e sucos.

A hidratação é tão ou mais importante quanto a alimentação. A principal dica nesse sentido é não esperar para beber água apenas quando sentir sede. Quando isso acontece, seu organismo já está dando sinais de desidratação.

Portanto, inclua na rotina o hábito de ingerir água constantemente durante a pedalada; e também ingerir muita água nos dias anteriores e depois do exercício, assim você estará sempre resistente pra percursos mais longos!

6. Entre em um grupo de passeio

Pedalar em grupo é mais seguro do que sozinho. Existem centenas de ciclistas que se reúnem para passear e há turmas específicas para quem está iniciando como você.

Trajetos curtos, com poucas subidas e ritmo leve são as propostas de grupos para iniciantes. Geralmente eles se reúnem à noite na cidade, a fim de um bom passeio e novas amizades. Além de ter o apoio de ciclistas mais experientes — os organizadores são veteranos na bike — você vai pedalar cada vez melhor e aprender mais sobre ciclismo.

Busque um grupo de bike para iniciantes nas redes sociais ou vá às lojas de sua região, que geralmente organizam passeios.

© Sense Bike

7. Pedale por locais conhecidos

Essa dica vale tanto se você for pedalar sozinho ou acompanhado por alguém iniciante: faça trajetos que você conheça, que tenham ciclovias ou ciclofaixas. Pedalar por locais que você conhece fará com que se sinta mais confiante, além de evitar que se perca. Com o tempo, vai ser comum você explorar novos percursos e ambientes, mas isso só com calma e experiência.

Ajuda digital: o Google Maps já tem diversas vias para bike mapeadas em sua rede. Dê uma olhada!

8. Respeite seus limites

Conheça os seus limites e não exagere no passeio. Querer fazer quilometragens cada vez maiores e pedalar em ritmo forte são desejos comuns de ciclistas.

Mas, cuidado, isso é possível só com treino e experiência, além do que, uma bike para iniciantes nem sempre é adequada para pedaladas fortes.

Pedalar é um exercício físico e só é bem aproveitado quando você respeita seus limites. Afinal, você não quer chegar num lugar longe, mas ter que ser socorrido porque não aguenta voltar pedalando para casa, não é?

© Sense Bike

9. Faça alongamentos antes e depois do treino

Essa dica vale ouro e é ignorada por muitos ciclistas. O alongamento, além de colocar seu corpo para movimentar antes do treino, vai aquecer seus músculos e prepará-los para a carga da pedalada.

Existem alongamentos específicos para antes e depois do treino. Levante-se mais cedo, tome seu café e reserve um tempinho para se alongar. Você vai ver na prática que o seu desempenho vai melhorar bastante, além de ficar com o corpo relaxado depois!

10. Busque informação

Leia sobre ciclismo, converse com lojistas e vendedores, visite os sites das marcas de bicicletas e se envolva com esse assunto com frequência. Isso vai fazer com que você conheça sobre para o que cada peça, acessório e bicicleta — seja uma bike para iniciantes ou atletas — são desenvolvidas. Informar-se sobre esse mundo vai te ajudar a compreender melhor sobre suas necessidades e o que, de fato, você precisa para pedalar cada vez mais e melhor.

Se você chegou até aqui, está no caminho certo para ser um ciclista preparado para os desafios, pois já veio com o intuito de se informar. É só continuar!

© Sense Bike

11. Escolha ruas calmas ideais para começar

Quando o assunto é bike para iniciantes, nada melhor do que começar a pedalar por ruas calmas. Desse jeito, você vai ganhar mais confiança para fazer pedais em lugares bastante movimentados, aos poucos.

Além disso, uma rua calma transmite a sensação de tranquilidade para você sentir seu desempenho na bike e se habituar a ela, mais rápido. Seja você um iniciante, uma pessoa que voltou a pedalar depois de anos parado, é bom recomeçar desse jeito.

© Sense Bike

12. Mantenha uma distância de 1,5 m do meio-fio e veículos

Por mais intuitivo que seja no começo, não pedale perto do meio-fio, pois isso traz um grande risco de acidentes e quedas, por um simples toque da roda na guia.

Pedalar desse jeito é normal para iniciantes, mas não é o melhor cenário, nem para veteranos na bike, e explicamos o porquê. Ciclistas são muito vulneráveis no trânsito e, para motoristas apressados, quanto mais espremido um ciclista estiver na calçada, melhor para seu carro.

Por isso, quanto mais próximo do meio fio você pedalar, mais os veículos vão pressioná-lo, tornando o que você acha que é mais seguro, mais perigoso.

Além disso, o Artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro determina que veículos devem ter uma distância mínima de 1,5m de ciclistas. Ou seja, é um mínimo necessário para proteger a pessoa.

Também, como um adendo aqui nesta dica de bike para iniciantes, quando você for pedalar em grupo, mantenha uma distância lateral, na frente e atrás, segura. Frenagens, trombadas e acidentes acontecem porque as pessoas pedalam muito próximas são comuns.

13. Pratique alguma técnica básica

É bom saber alguma técnica básica de ciclismo, para se dar bem em várias situações.

Uma tática que é usada muito desde quem está no nível de bike para iniciantes, é subir calçadas e lugares que exigem essa levantada. Para isso, você deve, na hora em que chegar perto do local para subir, puxar o guidão para cima e fazer o mesmo movimento com o corpo.

Já para não bater com a roda traseira e ter o risco de furar o pneu ou entortar o aro, faça um movimento de puxar a bicicleta para cima, com a ajuda dos pés nos pedais. Depois de dominar essa técnica, você pode aprender como fazer o bunny hop, que é pular com a bike.

14. Conheça o terreno aos poucos para evitar quedas

É normal cair de bicicleta às vezes, mas até para isso você precisa de uma certa astúcia. Por isso, pedale por terrenos e lugares em que não há o risco de graves ferimentos se você cair.

Claro que haverá locais em que você vai pedalar onde nunca esteve e não conhece o terreno. Vá com calma, para justamente conhecer e entender a superfície, que pode ter pedras, cascalho, barro ou mesmo só asfalto cheio de buracos.

Outras coisas que podem causar acidentes são estar com a bike desregulada ou sem equipamentos de segurança. Sempre verifique freios, rodas e se tudo está sem folga. Além de usar capacete óculos, luvas e roupas adequadas para pedalar.

© Sense Bike

15. Ajuste o selim na altura certa

Um erro comum na bike para iniciantes é usar o selim baixo, por medo de não conseguir apoiar os pés no chão quando parar com a bike em algum lugar.

O selim deve ficar em uma altura que permita que as suas pernas se estiquem no movimento de pedalar, por três motivos. O primeiro é deixar você em uma posição confortável; o segundo é dar mais força de pedal; e o terceiro é evitar lesões.

Para ajustar a altura do selim, fique ao lado dele, com a bicicleta parada e reta — peça para alguém segurá-la para você. Então, levante o selim até ele chegar a uma altura próxima da sua cintura.

Depois, suba na bike — apoiada na parede — e veja se as suas pernas se esticam, quando pedalar para trás. Elas não devem ficar totalmente esticadas, mas sim, precisam ter uma leve folga para relaxar os seus joelhos.

© Sense Bike

Fonte da matéria