Boa nova: encontre cafés, pontos turísticos e lojas de bicicletas com o novo recurso do Strava

Em anúncio recente, a Strava disse que adicionará ‘Pontos de interesse’ aos seus mapas básicos no aplicativo Strava e nos navegadores, com o objetivo de ajudar os usuários a planejar para onde ir e encontrar itens essenciais ao pedalar.

Segundo o Strava os Pontos de Interesse incluirão recursos como picos, pontos de referência, lojas de bicicletas, cafés, pontos de partida populares e pontos para fotos. Se houver necessidade quando estiver em movimento, os usuários poderão encontrar locais para reabastecimento de água, lanches ou instalações sanitárias por meio das guias de mapas no aplicativo.

Diferente. Enquanto muitos aplicativos já destacam o que pode ser considerado pontos de interesse, o Strava diz que seu mapeamento terá pontos de interesse adaptados às necessidades dos atletas e, dessa forma, será diferente de outros “mapas centrados em carros”.

Para determinar pontos de interesse populares para os usuários o Strava combinou os mapas de calor de seus atletas com o banco de dados do OpenStreetMap, que é um mapa mundial de licença aberta editado pelos usuários.

Komoot tem uma função semelhante a este novo recurso do Strava. No Komoot, os usuários podem adicionar destaques e outros usuários podem incorporá-los em seus planos de rota – ou, de fato, redirecionar-se para esses locais quando estiver pedalando.

Bem, embora os usuários não possam adicionar pontos de interesse diretamente ao mapa base do Strava, como podem no Komoot, o Strava deu a entender que isso pode se tornar uma possibilidade no futuro.

Gratuito para todos os usuários

As paradas de café agora podem ser pré-planejadas com o Strava. © Trek

O Strava diz que seu recurso de Ponto de Interesse estará disponível para todos os usuários, independentemente de assinarem ou usarem a versão gratuita do aplicativo.

Entendido como parte do esforço contínuo do Strava para trazer maior funcionalidade para mais usuários, seguindo as decisões do ano passado de tornar o recurso de segurança Beacon gratuito para todos os usuários e atualizar os gráficos de progresso para incluir mais tipos de atividades.

O cofundador da Strava, Michael Horvath, disse que essas decisões valeram a pena, com uma melhor interface e controle de privacidade, ajudando a Strava a alcançar um aumento de 38% nas atividades registradas em 2021 em comparação com 2020. Uma usabilidade ainda maior e uma experiência de usuário enriquecida são provavelmente o que podemos esperar do Strava no futuro.

Fonte