Laboratório virtual promete facilitar desenvolvimento de capacetes

Desenvolver um novo produto envolve a fabricação de diversos protótipos para testar as propriedades do equipamento. Com capacetes a lógica é a mesma. Construir modelos, testar a resistência a impactos e voltar para a prancheta para desenhar melhorias até chegar ao modelo ideal para lançar no mercado.

A MIPS quer mudar essa lógica. Pioneira na tecnologia antirrotacional em capacetes, a empresa sueca quer facilitar ainda mais o avanço na tecnologia dos novos modelos. A novidade é um Laboratório Virtual de Testes (VTL).

Por meio do VTL, as empresas parceiras poderão simular ocorrências em um ambiente virtual. Será possível medir as reações aos impactos antes mesmo de existir um produto físico. Agilidade e economia de custos ao longo do desenvolvimento.

Atualmente, a MIPS trabalha com 121 marcas de capacete, de bicicleta ao snowboard, num total de 729 modelos. Em todos, a promessa é proteger melhor o cérebro de impactos angulares e forças rotacionais.

© AdobeStock

Leia mais sobre o laboratório de testes virtual de capacetes: https://bit.ly/MIPStestLAB

Entenda um pouco mais sobre a tecnologia MIPS: https://bit.ly/EntendaMIPS

Essa notícia você lê primeiro na Bicicleta News, um resumo exclusivo com as principais notícias do mundo da bicicleta direto no seu celular. Para assinar, basta mandar uma mensagem para a Aliança Bike no +55 (11) 97114-0140

Link para mandar mensagem direto: http://bit.ly/Receba-Bicicleta-News

Parceria Revista Bicicleta / Aliança Bike