UCI de Ciclismo de Pista

A equipe da Grã-Bretanha assegurou a primeira colocação ao final da terceira e última etapa do UCI Track Nations Cup 2023, a Copa das Nações UCI de Ciclismo de Pista. A etapa foi realizada em Milton, no Canadá, entre os dias 20 e 23 de abril, e garantiu pontos valiosos para a qualificação olímpica. A disputa contou com a presença de mais de 300 atletas e 50 países, incluindo campeões mundiais e medalhistas olímpicos nas diferentes provas.

A mais recente demonstração de força das estrelas do ciclismo britânico foi no Canadá, quando Katie Archibald e seus compatriotas tiveram desempenhos dominantes na rodada final da UCI Track Nations Cup 2023. Eles levaram a vitória geral à frente da seleção francesa, que liderou a classificação após as duas primeiras rodadas em Jacarta (Indonésia) e Cairo (Egito).

A equipe da Grã-Bretanha veio melhorando o desempenho ao longo das etapas de classificação, marcando 9.899 pontos em Jacarta, 10.844 no Cairo e finalmente 11.413 em Milton, totalizando 32.156 pontos e assegurando a primeira posição. A Alemanha ficou em segundo lugar (29.898 pontos), com a França caindo para terceiro (27.558) ao final da etapa do Canadá. 

A torcida local presente no Mattamy National Cycling Centre, em Milton, teve muito o que comemorar, já que os ciclistas canadenses conquistaram três medalhas nos eventos femininos: ouro no sprint individual, prata no sprint por equipe e bronze na perseguição por equipe. A heroína do fim de semana foi Kelsey Mitchell, cumprindo as altas expectativas que vieram com a medalha de ouro olímpica que conquistou no sprint individual em Tóquio 2020.

Kelsey Mitchell dominou a colombiana Martha Bayona Pineda na final do sprint individual, e fez uma parceria consistente com Lauriane Genest e Sarah Orban para a prata no sprint por equipes (o ouro foi para as mexicanas Luz Daniela Gaxiola Gonzalez, Jessica Salazar Valles e Yuli Verdugo Osuna). As canadenses Erin Attwell, Ariane Bonhomme, Maggie Coles-Lyster e Sarah van Dam conquistaram o bronze na perseguição por equipes.

A estrela do ciclismo britânico, Katie Archibald, após conquistar três medalhas de ouro no UEC European Track Championships em fevereiro, conquistou mais três medalhas em Milton: ouro no omnium e na perseguição por equipes (ao lado de Megan Barker, Neah Evans, Josie Knight e Jessika Roberts), e prata no Madison (também com Neah Evans).

As conquistas britânicas em Milton foram completadas por mais um ouro, na perseguição por equipes masculinas (Daniel Bigham, Josh Charlton, Michael Gill e Oliver Wood), e duas medalhas de bronze; no sprint por equipes masculino (Harry Ledingham-Horn, Ed Lowe e Hayden Norris), e no keirin feminino (Katy Marchant).

Quem também teve um desempenho de destaque foi o jovem australiano Matthew Richardson, que conquistou o ouro no keirin e no sprint por equipe (com Matthew Glaetzer e Leigh Hoffman), além do bronze no sprint individual, vencido por Nicholas Paul, de Trinidad e Tobago. Outros vencedores em Milton foram o francês Donavan Grondin (omnium masculino), Matthijs Bückli, dos Países Baixos, (eliminação masculina), os portugueses Ivo Manuel Alves Oliveira e Iuri Leitao (madison masculino), as belgas Shari Bossuyt e Lotte Kopecky (madison feminino) e a norueguesa Anita Stenberg (madison feminino) corrida de eliminação).

Os pontos da competição valeram também para a qualificação olímpica e para o Campeonato Mundial de Ciclismo UCI de 2023, que será realizado no Velódromo Sir Chris Hoy em Glasgow, no mês de agosto, na Escócia. 

Fonte