Taiwan registra crescimento de 44,2% nas exportações de bicicletas elétricas

A demanda por bicicletas elétricas e convencionais segue em alta no mundo. O volume vendido por Taiwan, um importante polo exportador, comprova um mercado global ainda aquecido.

Entre janeiro e maio de 2021, Taiwan exportou um volume total de US$ 550 milhões (R$ 2,75 bilhões) em bicicletas elétricas. Trata-se de um aumento de 44,2% no comparativo com o ano passado. Mais uma vez, as convencionais representaram um volume menor, US$ 530 milhões (R$ 2,65 bilhões), um crescimento de 38% no comparativo com 2020.

Cerca de 40% das bicicletas elétricas produzidas tiveram os Estados Unidos como destino, maior comprador.

Em relação aos componentes de bicicletas, Taiwan exportou um volume financeiro de US$ 1,74 bilhão (R$ 8,7 bilhões). O principal comprador das peças foi a Europa, destino de 53,6% dos componentes feitos em Taiwan. Os EUA ficaram com 14% do total.

Somando os números, o Brasil precisou disputar com o resto do mundo o ⅓ restante de toda a produção de peças e componentes de Taiwan.

Leia mais sobre as exportações de bicicletas em Taiwan em 2021: http://bit.ly/TaiwanExporta2021

Essa notícia você lê primeiro na Bicicleta News, um resumo exclusivo com as principais notícias do mundo da bicicleta direto no seu celular. Para assinar, basta mandar uma mensagem para a Aliança Bike no +55 (11) 97114-0140

Link para mandar mensagem direto: http://bit.ly/Receba-Bicicleta-News

Parceria Revista Bicicleta / Aliança Bike