Dá pra pedalar nas zonas de exclusão de Chernobyl

Em 26 de abril de 1986, a cidade soviética de Pripyat, no norte da Ucrânia, sofreu o maior acidente nuclear da história. Toda a área da usina nuclear de Chernobyl ficou inabitável, e vai continuar assim por muito tempo.

O evento sempre despertou o interesse das pessoas, principalmente depois do ano passado com a produção da HBO sobre o acidente. A minissérie foi um tremendo sucesso de crítica e público, e aumentou ainda mais a curiosidade a respeito de tudo o que envolve o nome Chernobyl. Com o sucesso da minissérie, a região viu um boom no turismo. E um dos resultados é uma nova ciclovia de 45 quilômetros.

(Divulgação)

A Ucrânia possui uma Agência Estatal para a gestão de Zonas de Exclusão. É assim que todas as cidades e áreas abandonadas pelas pessoas após o acidente passaram a ser chamadas. Essas áreas foram recuperadas pela vida selvagem e agora abrigam inúmeras espécies da fauna e da flora.

(Divulgação)

Porém, a enxurrada de turistas trouxe alguns problemas, como sempre. Nem todos sabem até onde podem ir na região. Por isso as autoridades estão tentando canalizar todo esse público para atividades seguras que lhes permitam conhecer bem a história e o presente do lugar. A bicicleta é mais uma vez uma boa solução.

A primeira ciclovia criada pela Agência acaba de sair do papel, embora comece a operar só no verão. O roteiro de bicicleta será de 45km pelas áreas atualmente seguras das Zonas de Exclusão e durante o passeio os grupos serão acompanhados por guias e veículos de apoio.

“Aqui, a segurança está em primeiro lugar”, disse Maksym Shevchuk, vice-diretor da agência de gerenciamento de zonas de exclusão.

Trajeto da ciclovia (Divulgação)

Somente ciclistas adultos podem fazer este percurso e o passeio durará entre 6 e 8 horas com paradas a cada 30 minutos. Segundo Shevchuk, esses pequenos intervalos a cada meia hora e rodando em baixa velocidade são necessários para garantir a segurança, pois quanto mais rápido a pessoa inspira e expira, maior a dose de radiação que pode receber.

O passeio poderá ser feito de MTB ou Gravel, e quem participar poderá trazer seu próprio equipamento, ou alugá-lo no local.