Quando criança, o sonho de John Lennon era ter… uma bicicleta

John Lennon é um dos maiores nomes do século 20. Virou lenda por causa da sua arte, os Beatles, seu casamento com Yoko Ono e a morte prematura.

O artista deixava claro seu amor pela bicicleta, que esteve presente desde cedo na sua vida. Lennon teve uma infância não muito fácil. O pai, que era marinheiro, desapareceu quando ele tinha seis anos. A mãe, daí, passou a responsabilidade de criá-lo para a irmã de Lennon. Em um ambiente com confrontos e confusões, Lennon encontrou na bicicleta alegria e liberdade.

“Quando eu era pequeno, sonhava com uma coisa acima de tudo: ter minha própria bicicleta”, declarou Lennon em uma entrevista anos depois. Um sonho de infância que se tornou realidade em 1952, quando ele passou com sucesso no Eleven Plus, um exame infantil que as crianças inglesas tinham que passar para entrar na faculdade. Foi George, marido de sua irmã Mimi e uma espécie de pai adotivo, que deu a ela. “Eu era o garoto mais feliz de Liverpool e até do mundo”, dizia Lennon, “e vivia para aquela bicicleta. A maioria das crianças a deixava estacionada à noite em seus jardins, mas eu fiz questão de trazê-la para casa e até dormi com ela nas primeiras noites”.

Lennon e Yoko na década de 70, em Nova York.

Segundo Phillip Norman em sua biografia sobre o músico, aquela bicicleta era uma Raleigh Lenton, um belo modelo que, segundo o especialista Peter C. Kohler, “foi o caminho para muitos jovens ingleses começarem no ciclismo esportivo”. De acordo com seu biógrafo, a de Lennon era “verde esmeralda” e incluía extras como “um farol de dínamo e cabide de couro verde combinando”. Era com ela que Lennon pedalava diariamente até sua nova escola, Quarry Bank High School. Sim: o mesmo lugar onde, mais adiante, ele criaria sua primeira banda, The Quarry Men, ao qual McCartney e Harrison se juntariam para criar o grupo mais famoso da história.