Paisagens maravilhosas, relevo desafiador, patrimônio histórico e cultural dos mais ricos do país e uma gastronomia admirada internacionalmente.

 Como se não bastasse tudo isso, a receptividade do mineiro, o acolhimento carinhoso ao turista, fizeram de Minas um dos destinos mais procurados pelos amantes do cicloturismo no Brasil. Para quem planeja praticar o cicloturismo em Minas Gerais, são  93 unidades de conservação sob os cuidados do estado, sendo que 21 Parques Estaduais estão abertas à visitação. Entre os locais mais procurados pelos turistas, estão o Parque Estadual do Ibitipoca, no distrito de Conceição do Ibitipoca, na Zona da Mata, que só em 2019 recebeu 90 mil pessoas.

Antes mesmo da pandemia, a prática do ciclismo em suas estradas já vinha aumentando a cada ano fazendo com que o cicloturismo em Minas Gerais estivesse recebendo cada vez mais adeptos. Rotas tradicionais como Estrada Real, Caminho da Fé, Caminho da Luz, Volta das Transições, Serra da Canastra, entre outros, se juntam às trilhas em Parques Estaduais e Federais no estado e que vinham recebendo cada vez mais turistas em cima de duas rodas.

© Ciclonavegantes

Rotas antigas 

Para os amantes do cicloturismo, o estado mineiro oferece atrativos e relativa estrutura nas rotas mais conhecidas. É possível conhecer o passado do país através das cidades históricas, seus distritos e atrações naturais ao longo da Estrada Real, por exemplo.  Criada no século XVII e considerada a maior rota turística do país, com seus 1.630 quilômetros de extensão, passa por Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.  

Boa Gastronomia

A gastronomia, aliada à hospitalidade mineira, são pontos altos que fortalecem o cicloturismo em Minas Gerais.  Conhecer a fabricação do famoso queijo canastra em sua origem, experimentar um frango com quiabo ou com ora-pro-nobis, um feijão tropeiro ou mesmo um leitão à pururuca, o famoso pão de queijo com o legítimo queijo da Serra da Canastra, servido com um cafezinho coado na hora no fogão a lenha,  são experiências únicas para quem visita o estado.   

© Ciclonavegantes

BH capital brasileira da Mountain Bike.

Já a região metropolitana de Belo Horizonte é famosa por suas inúmeras trilhas com diferentes níveis de dificuldade técnica, principalmente nas cidades de Nova Lima, Brumadinho, Rio Acima e Raposos. Só em Nova Limas foram tombadas, em 2016, 380 quilômetros de trilhas.  

Iniciativas como estas fazem com que BH seja conhecida como a capital nacional do MTB. E também estimula, a cada dia, um número maior de atletas a descobrir o cicloturismo em Minas Gerais.

Ivan Mendes e as melhores mountain bikes (E-Bikes) fabricadas no Brasil. Acervo Lobi Ciclotur. © Ciclonavegantes

Uma outra iniciativa recente é a de um grupo de praticantes de trail run e ciclistas especializados na criação de novos percursos e que já está em fase final de elaboração.  Um projeto desafiador com a criação um circuito de cicloturismo com 1.050 quilômetros no entorno de BH onde a distância máxima tem cerca de 100km da capital mineira. Será o Circuito Uai, interligando dezenas de cidades e distritos mineiros, grande parte deles históricos como a primeira capital de Minas Gerais, Mariana, distritos de Ouro Preto, Sabará, Congonhas, entre outras localidades de espetacular patrimônio histórico e natural.  

Investimentos 

O estado começa a se preparar para um forte aumento do cicloturismo em Minas Gerais, com grandes investimentos na área do turismo e turismo de aventura. Foi fechado um acordo entre o Ministério do Meio Ambiente e a Vale, para o pagamento de R$250 milhões em multas devidas pelo desastre ambiental em Brumadinho. Destes, R$150 milhões serão destinados à conservação de 7 parques federais no estado e o restante em saneamento básico, também em Minas Gerais.

Cicloturismo na Serra da Canastra. © Wellington Previero

Segundo o governo federal os parques poderão ser concedidos à iniciativa privada.   

Já o governo do estado anunciou recentemente investimentos de R4,5 milhões para a promoção turística no estado. Os destinos prioritários são velhos conhecidos do cicloturistas de todo o país: Estrada Real, Circuito das Águas, Lago de Furnas, além do turismo de aventura nos parques estaduais.   

Serviço  

Produção do tema: Ivan Mendes © Lobi Ciclotur  Texto: Ciclonavegantes