MacAskill nasceu em 23 de dezembro de 1985 em Dunvegan, na Ilha de Skye, Escócia. O jovem, então com 23 anos, foi escolhido pela Inspired Bicycles para dar um feedback sobre os quadros para bicicletas com rodas 24’’ que a empresa estava desenvolvendo. A empresa queria um piloto que pudesse testá-lo ao extremo e mostrar que o conceito era viável. Danny era o cara perfeito. Um rolê gravado por seu colega de quarto, Dave Sowerby, culminou na editoração de um vídeo de cinco minutos e meio pelas ruas de Edimburgo que já foi visualizado por mais de 38 milhões de pessoas. O mundo enlouqueceu por Danny!

O sucesso do vídeo não veio por acaso. Danny MacAskill já praticava suas acrobacias há mais de 12 anos. Mas após a publicação, tudo evoluiu muito rápido. Ele foi destaque no New York Times. Foi dublê em uma produção de Hollywood. Fez comercial de televisão para o novo Volkswagen Golf Estate. Recebeu o prêmio de Atleta do Ano na categoria Ação, por Laureus World Sports Awards, em 2010. Em 2012, recebeu o prêmio Aventureiro do Ano, por National Geographic.

Eu sempre andei de bicicleta por diversão e realmente nunca pensei em ficar bom nisso.

© Lorenz Richard / Red Bull Content Pool

Com o patrocínio da Red Bull, Danny lançou outros vídeos que logo se tornaram muito populares na web. O Way Back Home, também com o auxílio do colega Dave Sowerby, fez uma viagem de volta a sua cidade natal, Duvengan. Um tempo depois, uma série audaciosa denominada Imaginate recriou um quarto gigante em que Danny mostrou todo o seu talento. Todas as produções viraram hit na internet e deixaram todos os apaixonados por bicicleta de queixo caído.

Este talentoso piloto nos concedeu uma entrevista exclusiva em que fala sobre a sua carreira e especialmente sobre a sua relação com a bicicleta. É inspirador. Acompanhe!

© Cameron Baird / Red Bull Content Pool

Como e quando começou sua obsessão por bicicletas? 
D.M.: Eu sempre fui obcecado por bicicletas desde que dei minha primeira pedalada aos quatro anos de idade.

Quando você percebeu que tinha talento para andar de bicicleta?
D.M.: Eu sempre andei de bicicleta por diversão e realmente nunca pensei em ficar bom nisso. Andar de bicicleta é algo que eu faço com frequência, assim como outras pessoas gostam de jogar futebol ou escalar rochas no fim de semana. É bem louco pensar que agora eu faço isso como um trabalho.

© Lorenz Richard / Red Bull Content Pool

Seus vídeos ficaram muito populares na internet – qual é o seu favorito? 
D.M.: Eu diria que meu vídeo favorito não era para sair na Inspired Bicycles Abril 2009. Meu colega de apartamento Dave Sowerby e eu apenas filmamos isso por diversão. E no final eu me senti como se eu tivesse feito todas as trilhas que eu realmente queria fazer em Edimburgo, e estava muito feliz com a maneira que o vídeo saiu.

© Michael Clark / Red Bull Content Pool

Qual foi seu objetivo quando você postou aquele primeiro vídeo (Inspired Bicycles) no youtube?  
D.M.: Meu objetivo era andar em todas as trilhas de Edimburgo que eu sempre sonhei. Eu e Dave estávamos muito felizes com a maneira que o filme saiu, que era a coisa mais importante, mas não tínhamos absolutamente nenhuma ideia de que o clip ficaria tão popular na internet.

© Michael Clark / Red Bull Content Pool

A parceria com a Red Bull deve ter lhe dado ainda mais visibilidade. Qual foi a proposta mais bizarra que você já recebeu para um show, entrevista ou vídeo etc?  
D.M.: Eu diria que a coisa mais louca que já me pediram foi viajar para a Coréia do Sul e participar de um circo lá. Eu acho que teria sido um caminho muito diferente do que aquele que acabei seguindo.

Como você lida com o medo quando se confronta com um novo desafio? 
D.M.: Eu tenho que lidar com o medo frequentemente durante as filmagens. Em alguns dias eu sinto que posso lidar muito bem com o medo e me esforçar ao limite para fazer as manobras. Se eu tiver de filmar dia após dia, lidando com o medo por uma ou duas semanas, o que muitas vezes é o meu caso, isso pode ser bastante difícil e cansativo! Mas no final, minhas ambições são muito maiores do que meus medos, por isso eu geralmente consigo me superar.

Qual foi a pior lesão que você já sofreu? 
D.M.: Provavelmente minha maior lesão permanente é um disco rompido na parte inferior das costas, o que tem importunado minha carreira como corredor profissional de competição de rua desde 2009. Isso aconteceu ao fazer um grande salto 360° diversas vezes enquanto filmava. Eu me submeti a uma cirurgia nas costas no início de 2012 , o problema ainda pode reaparecer a qualquer momento, mas contanto que eu cuide do meu corpo, eu ainda posso pedalar mais duro do que nunca.

Qual foi a situação mais engraçada ou diferente que você já viveu na bicicleta?
D.M.: Eu estava andando ao longo do trilho de uma ponte em Zurique há algumas semanas para fazer uma sessão de fotos e vídeo quando a polícia apareceu e me mandou parar. Todo mundo estava um pouco nervoso pensando que a gente iria perder o dia, mas em vez disso a polícia perguntou se eu era Danny… Danny MacAskill. Isso fez todo mundo rir. Daí a polícia acabou indo para o próximo local com a gente para assistir a filmagem, o que foi muito legal.

Quanto tempo você treina por dia? 
D.M.: Eu tento andar de bicicleta por algumas horas todos os dias, o que eu não considero como treino mas sim como diversão. Mas desde que virei profissional, vou pra academia três ou quatro vezes por semana para manter o meu corpo funcionando plenamente.

© James North / Red Bull Content Pool

Conte-nos um pouco sobre a produção da série Imaginate. 
D.M.: Imaginate era um projeto muito ambicioso! A Red Bull me deu carta branca para criar qualquer filme que eu quisesse. Eventualmente, depois de criar algumas ideias diferentes eu decidi realizar um sonho de infância, pedalar no cenário com alguns dos brinquedos que eu tinha no chão do meu quarto. Nos últimos filmes que eu fiz foi muito importante trabalhar com meus amigos nos projetos, e com a Imaginate não foi diferente. Meus amigos Stu Thomson e Robbie Mead estavam atrás das câmeras. Meus colegas de apartamento John Bailey e Goerge Eccalston construiram o cenário e os outros amigos Duncan Shaw, Nash Masson e Dave Mackison pintaram tudo e geralmente faziam as coisas funcionar. Se não fosse por eles, Imaginate não teria sido possível.

Mas se você persistir nisso, então você vai desenvolver um jeito totalmente novo de ver o mundo.

© Rutger Pauw / Red Bull Content Pool

Como foi a sensação de andar de bicicleta em um quarto de criança gigante, relembrando a sua infância?
D.M.: Filmar Imaginate foi bastante divertido, mas muito desafiador. Eu sempre fui totalmente focado na pedalada, o que não acontecia tão facilmente em alguns dias. Em alguns desses dias estressantes, quando eu tentava uma manobra talvez mais de 100 vezes, eu parava e olhava para o cenário que nós tinhamos construído e me dava conta dessa coisa incrível que tinhamos criado e que definitivamente ficava atrás de qualquer um dos meus sonhos de infância.

© flohagena.com / Red Bull Content Pool

Que conselho você daria para o leitor que quer começar a praticar bike trial?  
D.M.: O legal das competições é que podem ser feitas com qualquer bicicleta. Obviamente, fazer isso com uma bicicleta de competição vai ajudar muito, mas a maioria dos movimentos básicos podem ser feitos em qualquer bicicleta. Meu conselho seria agarrar-se nisso. Um monte de pessoas que começam a pedalar nas competições desanimam porque os movimentos iniciais não saem tão facilmente,  mas se você persistir nisso, então, você vai desenvolver um jeito totalmente novo de ver o mundo.

© Richie Hopson / Red Bull Content Pool

Sabemos que a bicicleta tem um grande propósito social, não só de recreação e competição, mas também como um meio de transporte. Você acha que seu trabalho pode ajudar a estimular mais pessoas a usar a bicicleta?   
D.M.: Eu realmente espero que sim, todos os dias eu recebo e-mails legais de pais, escolas e crianças dizendo que os vídeos  inspiraram eles a sair e andar de bicicleta. Isso é uma coisa muito legal para mim e me motiva para fazer os vídeos.

O que a bicicleta significa para você ?    
D.M.: Minha bicicleta é realmente a minha vida, é praticamente tudo no que eu penso e se eu não pedalasse, não sei o que faria.

Galeria de Vídeos

Inspired Bicycles – Danny MacAskill (2009)
Primeiro vídeo no youtube: mais de 38 milhões de visualizações

Way Back Home (2010)
O vídeo mostra um retorno de Edimburgo para Dunvegan, cidade natal de Danny. Foi visualizado mais de 40 milhões de vezes.

Industrial Revolutions (2011)
Neste vídeo, Danny realiza manobras em ferrovias escocesas abandonadas

Imaginate (2013)
A incrível produção da Red Bull: um quarto com brinquedos gigantes.